O final de semana deve ser movimentado para o PSB da Bahia, pois a estimativa é de que até segunda-feira (14) seja batido o martelo sobre a situação da sigla em relação às eleições municipais em Salvador. Estão encadeadas decisões como a liberação da Executiva Nacional para uma aliança do partido com o PT, a confirmação de uma eventual candidatura à prefeitura da deputada federal Lídice da Mata ou a decisão por apoiar a candidata petista, Major Denice, indicando o vice na chapa.

A estimativa do prazo é do vice-presidente da Executiva Regional do PSB, Waldemar Oliveira. Em conversa com o Bahia Notícias, Waldemar trouxe ainda outras peças para o tabuleiro, a ser o interesse da também pré-candidata Olívia Santana (PCdoB) por uma aliança com o PSB e uma possibilidade de, em se mantendo a indicação de Lídice para a cabeça de chapa, viabilizar o apoio dos já aliançados Podemos, Rede e PTC para garantir mais tempo de televisão.

Vale lembrar que, como noticiado pelo BN, o Podemos, na pessoa do deputado federal Bacelar, é também uma das possibilidades listadas pelo PT para compor a chapa majoritária (reveja).

“Estamos, até então, lutando para manter a candidatura de Lídice. Estamos tentando viabilizar. Essa é a nossa prioridade. Se isso não for possível, nós vamos caminhar para uma composição”, reforça Oliveira.

Caso a decisão seja por uma composição com a candidata apoiada pelo governador Rui Costa (PT), o PSB se debruçará em mais uma decisão, já que está descartada a possibilidade de a própria Lídice disputar como candidata a vice-prefeita. Apesar de o nome da deputada federal Fabíola Mansur está sendo cogitado já há algum tempo e ter vantagens em torno de seu nome, há ainda a necessidade de avaliar cenários.

Para Oliveira, é também passível de opção a indicação do vereador Sílvio Humberto. Contudo, a avaliação do vice-presidente é de que isso poderia representar enfraquecimento do partido na disputa proporcional, já que Silvio é um dos nomes da sigla com trajetória fortemente consolidada.

Deputada estadual, para concorrer como vice-prefeita Fabíola não possui a necessidade de se licenciar do cargo e, em uma eventual derrota, manteria a cadeira do PSB na Assembleia Legislativa.

A convenção do PSB foi remarcada para o próximo dia 16 de setembro. A data coincide com o já anunciado pelo PT para realização de sua convenção partidária.

fonte>: BahiaNoticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui