O prefeito de Itamaraju, Marcelo Angênica (PSDB), disse na sua live realizada na noite de ontem, 02, que não precisa da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para utilizá-la no atendimento a pacientes com o novo Coronavírus.

Aparentemente irritado, o gestor deu a entender que seu desabafo seria uma resposta ao vereador Juniex Santos, que dias atrás desafiou Marcelo Angênica a abrir a UPA para servir de unidade exclusiva para Coronavírus em Itamaraju. O então vereador disse ainda que se o prefeito aceitasse o desafio ele doaria 100% do salário para ajudar na obra.

A UPA de Itamaraju ficou pronta em 2015, porém nunca funcionou. Em 2017 Marcelo Angênica chegou a anunciar que iria abrir a unidade, no entanto meses depois abandonou o prédio e permitiu que fosse completamente depredado.

As UPAs são unidades construídas com recursos Federais e os entes federados bancam a maior parte da despesas, porém a construção e operacionalização são de responsabilidade do município. Na Bahia várias UPAs foram abertas para servir de de unidade exclusiva para o Coronavírus, mas o prefeito Marcelo Angênica, que rejeitou 20 leitos de UTI, também recusou a oferta do Governo do Estado, que inclusive doou todos os equipamentos para que a UPA entrasse em funcionamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui