Pela primeira vez de máscara para falar com apoiadores, na manhã desta segunda-feira (11), na saída do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro justificou o aumento substancial no gasto do cartão corporativo revelado neste final de semana.

De acordo com o presidente, que atacou a imprensa, a operação que repatriou brasileiros da China, “com três aviões da Força Aérea Brasileira”, foi financiada com o cartão corporativo e, por isso, os gastos subiram tanto.

“Por ser avião militar, foi financiado com cartão corporativo meu”, falou.

Segundo o jornal Estado de S.Paulo, de janeiro a abril deste ano o presidente Jair Bolsonaro gastou R$ 3,76 milhões com o cartão corporativo – as despesas possuem sigilo. Os números são muito maiores do que os registrados pelo próprio Bolsonaro no seu primeiro ano de governo. Em 2019, ele apresentou uma despesa de R$ 1,98 milhão de janeiro a abril.

Fonte: BahiaNoticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui