O procurador-geral da República, Augusto Aras, recomendou aos membros do Ministério Público que redirecionem os valores das multas aplicadas pela Justiça ao Ministério da Saúde, como o objetivo de fortalecer o combate ao novo coronavírus. As informações são da revista Crusoé.

De acordo com a publicação, a meta de Aras é conseguir R$ 10 bilhões para a área da Saúde. Os R$ 800 milhões que serão pagos pelo empresário Eike Batista graças a um acordo de delação fechado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em março deste ano estão inclusos nesta conta.

Vale ressaltar que este acordo ainda aguarda a homologação pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“Esses recursos serão usados, por exemplo, para abertura de leitos e aquisição de equipamentos de proteção individual, como máscaras, luvas e aventais, e respiradores mecânicos, à medida que houver necessidade, respeitando os trâmites legais para a liberação do dinheiro”, informa a PGR em nota.

Fonte: BocaoNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui