A mancha de óleo que já atinge 283 localidades de 98 municípios do litoral nordestino desde o dia 30 de agosto chegou pela primeira vez na tarde desta quinta-feira (31) a praias de Arraial D’Ajuda e Trancoso, em Porto Seguro. Os locais próximos a Abrolhos, santuário marinho no sul da Bahia, estão entre os principais destinos turísticos do estado.

As praias de Pitinga, Taípe e Mucugê, que ficam em Arraial D’Ajuda, foram as mais afetadas. Em Trancoso, foi detectada uma parte fragmentada do petróleo. Em Mucugê, voluntários retiraram o produto da praia e armazenaram em baldes. Grande parte deles não usava todos os equipamentos de proteção necessários para evitar qualquer tipo de intoxicação.

A grande preocupação é de que o material chegue até o Parque Nacional de Abrolhos, considerado um dos principais berços de biodiversidade marinha do Atlântico Sul. Porto Seguro é o município mais ao sul da Bahia atingido pelo vazamento. Perimar Moura, biólogo e professor do Instituto Federal Baiano, avaliou com preocupação a chegada do petróleo mais perto de Abrolhos.

“Acho difícil que não chegue até lá. Abrolhos abriga a maior diversidade de corais do Atlântico Sul. É um santuário para um número enorme de espécies marinhas, algumas em extinção”, afirmou. Até o momento, não foram registradas manchas dentro do parque, mas o óleo já chegou a praias que estão a uma distância de cerca de 160 km em linha reta.

Nesta terça-feira (29), o petróleo chegou com uma grande intensidade a quatro praias de Ilhéus, também entre um dos principais destinos turísticos do estado. Voluntários, servidores da prefeitura e o Corpo de Bombeiros conseguiram retirar dos locais 10 toneladas do produto nas praias da Avenida, Ponta do Ramo, Ponta da Tulha e São Domingos. O governo da Bahia decretou situação de emergência em 21 municípios do estado.

Fonte: VarelaNoticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui