De acordo com o governo do Sri Lanka, os atentados que causaram mais de 300 mortes no país asiático, no domingo de Páscoa (21), foram em resposta ao massacre em duas mesquitas na Nova Zelândia, em março.

Ruwan Wijewardene, ministro da defesa do País, disse ao congresso que “as investigações preliminares apontam que o ocorrido no Sri Lanka foi em represália pelo ataque aos muçulmanos em Christchurch”.

Hoje (23), o grupo Estado Islâmico assumiu a responsabilidade dos ataques. No entanto, não há evidências da participação do grupo. O governo acredita que o atentado foi realizado pelo grupo local NTJ (National Thowheeth Jama’ath), com apoio do movimento radical islamita JMI (Jammiyathul Millathu Ibrahim), da Índia. Os dois grupos são poucos conhecidos e não reivindicaram autoria dos ataques.

Fonte : VarelaNoticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui