A

quadrilha suspeita de arrombar uma joalheria no Shopping Barra, em Salvador, no dia 7 de agosto, ficou dez dias hospedada em um hotel no bairro de Itapuã, antes de cometer o crime. De acordo com diretor do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), delegado Élvio Brandão, eles utilizaram esse período para rondar algumas lojas do mesmo segmento em outros shoppings da capital baiana.

“Antes de roubar a joalheria no Shopping Barra, eles visitaram diversas joalherias em vários shoppings de Salvador para fazer uma análise de qual estabelecimento seria o alvo deles. Inclusive, no quarto do hotel onde eles ficaram, encontramos cartões de joalherias, além de comprovantes de compras realizadas com cartões crédito em outros estabelecimentos. Além disso, os policiais civiis ouviram do funcionário que os hóspedes não falavam português. Diante disso, uma das equipes foi até o Aeroporto Internacional de Salvador e conseguiu imagens do embarque do quinteto para São Paulo”, afirmou o delegado.

Na manhã desta sexta-feira (17), foram apresentados dois integrantes da quadrilha que foram presos na quarta (15), em São Paulo, onde moravam: os irmãos colombianos Paco Gustavo Ortiz Aguirre e Jefferson Ortiz Gonzales. Além deles, a polícia também prendeu a peruana Claúdia Patrícia Barona Pajar, que continua custodiada na capital paulista.

Os também colombianos Yady Paola Ibanez Moreno e Jhon Andres Gonzalez, integrantes da mesma quadrilha, estão foragidos e seguem sendo procurados.

Ainda segundo o delegado, a quadrilha é especializada em arrombamentos de joalherias, já que praticou o mesmo crime em outros estados brasileiros. “Eles agem de forma organizada, prova disso é que já roubaram joalherias na Paraíba, Rio Grande do Norte e no Amazonas”, explicou. A ação no Shopping Barra foi registrada por câmeras de segurança do empreendimento.

Todos os envolvidos já respondem por furto qualificado e associação criminosa, em São Paulo. Além disso, Paco também tem passagem por sequestro, furto e roubo, praticados na Colômbia. O delegado ainda informou que o marido de Cláudia cumpre pena, na Tailândia, também por arrombamentos.

 

Fonte : BocaoNews

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here